Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

AS MINHAS VIAGENS

SORTELHA, UMA IMPONENTE ALDEIA HISTÓRICA

19.01.24 | António Lúcio / Barreira de Sombra

pedra que bufa.jpgQuem procura os valores da história e das paisagens naturais, tem nas Aldeias Históricas de Portugal uma enorme panóplia de escolhas. E depois de já termos estado em Almeida, a vila fortaleza com uma muralha em forma de estrela de cinco pontas, o nosso destino foi, agora, Sortelha, localizada entre Belmonte e Sabugal, sede do concelho a que pertence esta localidade, situada a  786 metros de altitude num esporão granítico e de onde se domina todo o espaço geográfico envolvente quer para o lado espanhol quer para a Serra da Estrela. Um importante ponto estratégico de defesa das linhas e fronteiras portugueses em caso de invasão do espaço. Dista cerca de 45kms da fronteira espanhola.

Não há unanimidade quanto á origem do topónimo: Para uns Sortelha deriva de um anel, Sortija ou Sorteia, e que era objecto de um jogo medieval em que os cavaleiros tentavam enfiar a sua lança. E existe um anel de pedra, de grandes dimensões, num dos poucos espaços ajardinados intra-muralhas. Para outros Sortel é um anel com pedras preciosas que detêm poderes especiais como os usados pelas feiticeiras. Também poderá ter a ver com o formato ovalado/circular do aglomerado urbano.

A malha ou tecido urbano tem poucos edifícios monumentais, estando o espaço intra-muros organizado em torno de um eixo principal, a Rua da Fonte e a Rua Direita, que ligam a Porta da Vila à Porta Nova. Salientam-se dois espaços fundamentais, o Largo do Corro (mal se entra na porta virada a Leste) e o Largo do Pelourinho, subindo a Rua principal e do lado esquerdo.

A vila teve um dos seus primeiros tempos de crescimento a partir de uma ocupação que teve início no século XII-XIII, num altura em que o rei D. Sancho I promove o repovoamento. O seu primeiro foral data de 1228 e foi outorgado por D. Sancho II altura em que é construído o castelo.Em 1510 o rei D. Manuel I confirma o foral e mandou construir o pelourinho.

O Castelo está classificado como Monumento Nacional, desde 1910. É provável que a zona tenha tido um castro pré-romano pois foram descobertas algumas sepulturas desse tempo.

Fora do perímetro das muralhas está a cidadela e a torre de menagem, de planta quadrada, hoje infelizmente pejada de antenas dos operadores de comunicações móveis.

Também por esta localidade passaram as tropas de Napoleão, registando-se combates de que resultaram danos em parte da muralha do castelo, os quais são bem visíveis  no lado esquerdo desde o Largo do Corro e nos virarmos para a Porta da Vila. Registe-se que Sortelha foi sede de concelho até 4 de Outubro de 1885.

Quanto à parte religiosa, para além de vários passos da Via Sacra, há que visitar  a Igreja Matriz, a Capela de São Sebastião, a Capela de Santiago e as Ruínas da Igreja da Misericórdia/ Igreja de Santa Rita ou São João.

Existem muitos espaços arquitetónicos de interesse para visitar e, no exterior, do lado poente, a Cabeça da Velha, um enorme afloramento rochosa faz lembra, mais de perfil do que frontalmente, o crânio de uma idosa, de nariz e queixo proeminentes.

A cerca de 3 horas de Lisboa, pela A1 e A23 saindo em Caria/Belmonte, é um local de visita obrigatória.

 

Fontes consultadas: site da Câmara Municipal do Sabugal e folheto das Aldeias históricas de Portugal

Texto: António Lúcio

Créditos fotográficos: António Lúcio / Dina Pelicho